sábado, 29 de agosto de 2009

Deixe-se sangrar.





Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é possível fazer sentido. Eu não: quero é uma verdade inventada.

Gosto dos venenos os mais lentos! Das bebidas as mais fortes!Dos cafés mais amargos!
E dos delirios mais loucos.
Voce pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:
-E daí? eu adoro voar!!!

Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite.

Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou toca, ou não toca.

É difícil perder-se. É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me seja de novo a mentira de que vivo.

Não tenho tempo prá mais nada, ser feliz me consome muito.

Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos.

Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei o mesma prá sempre.


Um sábado de e com Clarice Lispector...
Para tornar a alma mais tênue e mais grandiosa!

As 16 telas onde Clarice se deixou sangrar :
http://veja.abril.uol.com.br/galeria-de-imagens/clarice-lispector-494795.shtml

5 comentários:

  1. "Coração na boca
    Peito aberto
    Vou sangrando
    São as lutas dessa nossa vida
    Que eu estou cantando"
    (Gonzaguinha, "Sangrando")

    Gizelda, trata-se de um texto, excepcional.

    Clarice, sempre!

    Se se interessar, acesse o meu blog: http://cartasdetiro.wordpress.com

    Muito bom o seu blog!

    Muito bom o

    ResponderExcluir
  2. Esse texto é sensaciona! Como seu blog.
    Ai ai.. adoro ler coisas boas. Me inspira,

    Obrigada

    ResponderExcluir
  3. ai...li esse texto no sábado, falei com você, você falou comigo...li de novo, o texto falou de novo...e eu preciso falar com você de novo! hehehe...vir aqui me enche de vida de novo! me desassossega de um jeito delicioso! do jeito que eu preciso, para voltar a ser "eu mesma, mas com a certeza que não serei a mesma pra sempre!" hehe...

    ResponderExcluir
  4. João, Tassi, Gabi...

    Clarice é capaz de fazer até as pedras pensarem,imagine a gente , cheia de dúvidas,de perguntas, de dores e alegrias...
    Que bom que a gente se encontrou aqui!

    Bjs.

    ResponderExcluir