quarta-feira, 5 de março de 2008

...




Rasgo todos os dias a minha alma em busca das respostas.
Das perguntas que me perseguem em direcção ao futuro.
Umas vezes canso-me e desgasto-me, ficando deitado nas memórias.
Outras avanço em direção ao passo decidido e de mão dada.
A Revolução começa dentro.
Tão dentro que às vezes não se vê.
Ainda bem que me abriste este desassossego e
esta impaciência mais um pouco com este aroma.


Pedro Branco in " Das palavras que nos unem"(blogspot)

Um comentário: